Lat: 02o 34’- Norte
Long: 028o 40’ – Oeste

A 100 milhas  dos Penedos de São Pedro e São Paulo. Entrando em águas brasileiras.

Amanhã cruzamos o Equador!

Ontem à tarde finalmente pudemos dizer: “Estamos livres do Doldrums!” A estratégia de ir seguindo para suldeste (quando possível) deu mais resultado pois conseguimos ventos mais cedo que a maioria dos outros barcos. Só não foi perfeita, pois os três barcos que estavam mais a leste, PSP, Quindao, e Jamaica, desacreditados e nas últimas posições até poucos dias atrás, fizeram a “rota de ouro” e agora são os 3 barcos mais próximos da linha de chegada. Toda esta mudança em pouco mais de 48 horas. Da mesma maneira, o barco em entrou em primeiro nos Doldrums, o Mission Performance, agora luta para sair da região de poucos e incertos ventos nas últimas colocações.

A estratégia que ajudei a definir com o skipper, agora é tentar fazer o percurso mais ao sul possível (que o vento permite) e tentar passar mais a leste possível de Fernando de Noronha e ter alguma vantagem com a Corrente a Guiana e no ângulo do vento para descer a costa brasileira. O vento ainda sopra de suldeste e nos mantêm nesta inconfortável e lenta orça apertada, já que o nosso melhor ângulo de orça em relação ao vento é 55 graus, que faz a nossa data de chegada ser postergada cada vez mais, que agora tem como melhor prognóstico, dia 7 de outubro.  No entanto, como estamos ainda a leste de outros barcos, temos uma vantagem tática importante pois eles terão que rumar mais contra o vento e a corrente da Guiana. Vamos lutar por um quarto lugar na linha de chegada.

Ontem também foi mais um dia de eu e a Sue sermos “mães” e cozinhar o dia todo pra 21 pessoas. Como novidades, introduzimos um pão de salame e um pão doce de chocolate e baunilha, que foram muito bem apreciados e elogiados no café da manhã de hoje. Como recompensa tomei o meu banho à noite na popa do barco com água salgada em torno de 30 graus Celsius e enxágue com água doce. Após suar tanto que só fui ao banheiro 2 vezes durante  o dia, foi um alívio merecido. A noite inteira, ou quase, de sono também ajudou, apesar do calor e do ângulo de 30 graus devido à posição do barco em relação ao vento, em orça apertada. Poderia regular a cama para compensar o ângulo do barco, mas se houvesse uma cambada (quando viramos e mudamos o vento de um lado para o outro do barco inclinando-o na posição oposta), intencional ou não (ainda não confio em certas pessoas no leme, principalmente a noite), certamente cairia de uma altura de 1,70m no chão. Achei melhor dormir metade encostado no colchão, metade na parede.

  Na vida à bordo, o watermaker vai “segurando as pontas”, vazando agora cerca de 70% da sua capacidade de produção para os porões do barco, que devem ser drenados manualmente a cada hora, nos sobrando cerca de 15 litro/hora para consumo. Os banhos estão racionados (não por decisão do skipper, mas por senso comum da tripulação) a 3,5 litros por pessoa. Ele vai ter que agüentar mais uma semana.

A orça apertada faz com que ângulo de cerca de 30 graus, o barulho e as pancadas da proa nas ondas dificultem bastante o trabalho na cozinha e até mesmo para caminhar no barco e ir ao banheiro. O desgaste da tripulação é evidente e diversos pequenos atritos e discussões no trabalho no deck já aconteceram.  Ainda não estamos no ponto de esconder as facas do barco, mas eu durmo com a minha, rsrs. Gostaria de ver mais entusiasmo com a corrida em si por parte da maioria dos tripulantes. São 20 tripulantes, 20 cabeça, 20 objetivos e metas diferentes. E este está sendo pra mim o maior desafio da convivência à bordo. É muito frustrante ver as coisas erradas, comentar com watch leader, e não obter resposta. E não é por falta de conhecimento das pessoas. Mas parece que desistiram daquele sonho vibrante do início, à 28 dias atrás, em Londres, de subir no ponto mais alto do podium.

Débora Medina Hartmann
30/9/2013 10:29:21 am

Bacana teu relato Gus! Mostra a maturidade e sabedoria de um guerreiro!! Parabéns!! Que os bons ventos te tragam de volta a terra firme e tb ao pódio!

Reply



Leave a Reply.