Imagem
Era outubro de 2011, eu estava em um daqueles momentos da vida em que a gente se perguta se estamos no rumo certo, ou se estamos nos desviando de nossos sonhos e convicções. Desde que eu conheci o mar, e mais especificamente a vela, sabia que este esporte, ou melhor estilo de vida, deveria estar sempre presente em minha vida. Mas esta parte da história a gente conta depois....
Bom, lá estava eu, 33 anos, solteiro e sem filhos, carreira estável, mas ainda ávido por um grande desafio (que sempre é substuido por um maior após o anterior ser superado), inspirado pelos heróis da VOR (Volvo Ocean Race), pensando em como dar seguimento em um sonho de fazer uma grande travessia oceânica ou mesmo uma volta ao mundo), eis que aparece na Revista Nautica uma reportagem sobre uma competição amadora de vela que circunnavegava o planeta regularmente em grandes veleiros de 68 pés. UOW!!! Ainda, passavam a cada dois anos aqui no Brasil em uma de suas paradas! Assim como outros muitos velejadores, até então nunca havia ouvido falar de tal competição. Finalmente um ano de assinatura daquela revista valeu a pena. Quase não dormi naquela noite surfando, ou melhor velejando na internet, pesquisando tudo sobre o tema.





Leave a Reply.