É difícil de acreditar mas tá mais difícil escrever enquanto estamos em terra do que quando velejando e vivendo em turnos de 4 horas a noite. Em terra temos muita coisa pra fazer. A rotina é puxada nestes últimos dias de preparação, e além de tudo dá pra ir por bar a noite, depois de terminar os com as tarefas pelas 20hs. 
Aguardamos até a hora da maré alta no Tamisa no último dia 23/08, para entrar na marina St. Kathrarine Docks, bem aos pés da Tower Brigbe. Um barco de cada vez, cada um esperando pela sua vez de passar pelo apertado canal da doca (pelo menos para um barco com mais de 5 metros de largura). Foi emocionante para todos da tripulação passar por pontos interessantes da paisagem de Londres, como a Grande Barreira, Greenwich, o centro financeiro, o Millenium Dome. Certamente só um aperitivo do que será no dia da largada. No vídeo abaixo dá pra ter uma ideia...
Realmente a organização da vila da regata é primorosa e muito parecida com o que tivemos para a Volvo Ocean Race em Itajaí em 2012. É possível ficar a dois metros dos barcos e a cada dia 2 barcos ficam abertos ao público para visitação . Nós ficamos com o primeiro dia e foi bem puxado. Mostramos o barco para mais de 100 pessoas, normalmente se experiência nenhuma com barcos, e  é claro, ficaram muito mais interessados em ver como é a vida a bordo, dentro do barco, do que os equipamentos e velas. 



Leave a Reply.